SILENCIA! RECOLHE-TE ... OK
SILENCIA! RECOLHE-TE ... OK

 

 As imagens usadas neste site foram tiradas da net sem autoria das mesmas.

Caso alguém conheça o autor das imagens, agradeceremos se nos for comunicado,

para que possamos conferir os devidos créditos.

Grata<>Maju

 

 Vamos por breves instantes retornar à nossa Capelinha?

   Ela está bem distante no tempo, mas faça do teu interior esta Capelinha! ... 

 

 Crie um ambiente de extrema singeleza; não a traga enfeitada,

com adornos majestosos que a tua imaginação possa produzir.

 Mantenha-a simples,  singela, a chamar-nos no repicar do sino convidativo...

Pensa que estais a passar por uma simples pinguela, onde um suave regato

corre a conduzir-te, através de uma abertura na Floresta,

que poderíeis chamar de "Caminho”. Deixa-te arrastar pelo pensamento

 e procura acender a tua Luz, pois a Noite chega sem avisos. Devemos estar preparados ...

  

Poderá cada um ouvir o som convidativo de um sino, perto ou bem longe,

conforme a tua atenção para ele se dirigir.

A percepção do seu som dependerá também da agudeza no despertar dos teus sentidos.

Volta-te quantas vezes for necessário ao apelo que o teu Coração te faz!... 

Transita mais vagarosamente nos meandros deste caminho,

onde a busca se intercala entre a calma e a ansiedade do chegar...

 

Medita em cada parada, olhe o canto dos pássaros, sinta o frescor da corredeira. 

Atravessastes a primeira pinguela, mas o rio prossegue, e é de bom alvitre que o siga.

Poderás chegar se estiveres bem forte pelo inspirar do oxigênio,

depois de cumprires tuas obrigações internas, a esta tua Capelinha; à fonte,

onde finalmente felizes e realizados, absorverão as mensagens que ela transmitirá.

Verás que através do silêncio, te recolhestes para orar,  e conseguistes

ouvir o que a Sabedoria estava a falar-te; sois essência; aqui nos encontramos.

  

Eis aí Filhos, onde se encontra a Semente a ser colhida, mas após, deve ser distribuída.

 Não a retenha só para ti... Deverás colocá-la à disposição; num local  receptível,

onde um outro seu Irmão poderá saber onde se inicia esta estrada.

 

Mas como vês, há o momento de cada um. 

Nunca te julgues incapaz de plantar a semente que colhestes. O fruto surgirá ou não;

isto não te cabe observar. O que importa é que iniciastes, caminhastes e descobristes

 a Fonte;  trouxestes a Sabedoria, e passastes.  Finaliza a  responsabilidade, somente contigo.

 

Um Mestre te conduziu, mas fostes Tu, o teu próprio Mestre.

Apenas uma sementinha foi doada. Passe-a adiante e siga sem olhar para trás,

sem procurar saber se o fruto do teu Irmão se transformou em boa semente.

As Águas, como os Pássaros, cantam, e a tua Essência

 é a mesma destas águas, pássaros e Mundos.

 Muitos ainda submersos na escuridão irão acender a sua Luz,

no Caminhar à sua Fonte Interna. 

 

O Universo caminha pela mesma Fonte de Vida e cada um passa ao outro,

 mesmo sem perceber, a Semente de Vida. São Leis a serem cumpridas...

 

 

 Monge Lao

Psicografia: Maju

Copyrightmaju<>Todos os Direitos Reservados

 LIVRO DE VISITAS <> ASSINAR @ LER

MENSAGEM ANTERIOR       NOVA MENSAGEM